Língua

And the tongue, sapphire of ash.
Sylvia Plath
Cinzas, cinzas,


assentes na tua língua,

necromancias fazes das minhas

que em cinzas, cinzas

me sopro por vida míngua


carne do pó fizeste.

A minha arte de morte

do teu toque arte, morte, mestre.

 

fear4.png

GJ

 

*conteúdo original, poema e imagem pertencem a Gonçalo Julião*